Bolinhos de Ovomaltine com frutos secos

Quem tem a cora­gem de admi­tir que não há uma estro­fe poé­ti­ca em cada fatia de bolo de cho­co­la­te? Ou uma pro­sa nada pro­sai­ca numas deli­ci­as de coco? Quem já não mor­reu de amo­res por um peda­ço de quin­dim? Quem não res­sus­ci­tou a sua veia líri­ca quan­do a lín­gua tocou a maci­ez de um pudim de ovos casei­ro? E os aro­mas que de des­pren­dem da cozi­nha em cli­ma de pré-fes­ta? Quem já não cho­rou ao ouvir a incon­fun­dí­vel melo­dia do açú­car a quei­mar a deli­ca­de­za do lei­te cre­me?
Assim sen­do, e pres­su­pon­do eu que todos res­pon­de­ram sim às per­gun­tas aci­ma nada retó­ri­cas, por­que não tra­zer para este espa­ço as minhas recei­tas, inven­ta­das com a mes­ma pai­xão e cari­nho com que ponho na minha pro­sa e poe­sia?
São iné­di­tas. Se bem que tal como com as pala­vras já pou­co res­te para inven­tar.
São sim­ples. Por­que nin­guém tem mui­to tem­po nem paci­ên­cia para gas­tar entre tachos e pane­las.
São mais (ou menos) sau­dá­veis. Por­que não rejei­tan­do o que nos sabe bem gos­to de expe­ri­men­tar ingre­di­en­tes inu­si­ta­dos tipo “Eure­ka! Como é que nun­ca me tinha lem­bra­do dis­to!“
Seri­am irre­pe­tí­veis. Se não tives­se a cora­gem de os ir aqui regis­tan­do para vocês.
Deli­ci­em-se.

Boli­nhos de Ovo­mal­ti­ne com fru­tos secos
Ingre­di­en­tes:
2 chá­ve­nas de café de fari­nha de amên­doa
1 chá­ve­na de café de fari­nha de coco
1 chá­ve­na de café de aveia inte­gral em flo­cos
1 colher de sobre­me­sa de fer­men­to
2 chá­ve­nas de café de açu­car mas­ca­va­do
1 chá­ve­na de café de açú­car de coco
1 colher de sopa de mel
1 colher de sopa de azei­te
2 chá­ve­nas de café Ovo­mal­ti­ne em pó
2 chá­ve­nas de café de leite/ ou bebi­da vege­tal de amên­doa, aveia, etc.
2 ovos
12 chá­ve­na de amên­doa moí­da
Nozes ou amên­do­as para deco­rar
P

  1. Acen­da o for­no a 180º
  2. Numa tige­la jun­te todas as fari­nhas e o fer­men­to, adi­ci­o­ne os ovos e e depois o lei­te baten­do bem.
  3. Adi­ci­o­ne o azei­te e mis­tu­re. Em segui­da o açú­car e o mel e a pas­ta de amen­do­as.
  4. Por últi­mo o ovo­mal­ti­ne e os flo­cos de aveia.
    Nota: Se a mas­sa esti­ver mui­to liqui­da acres­cen­te mais flo­cos de aveia. Se esti­ver mui­to gros­sa acres­cen­te mais um pou­co de lei­te. A con­sis­tên­cia deve per­mi­tir mol­dar boli­nhas com as mãos.
  5. For­re uma for­ma com papel vege­tal e dis­po­nha as boli­nhas de mas­sa, dei­xan­do espa­ço entre elas para não se pega­rem. No topo de cada boli­nha colo­que noz ou amên­do­as.
  6. Leve ao for­no duran­te 20 minu­tos ou até o pali­to sair seco do inte­ri­or das boli­nhas. Não dei­xe cozer dema­si­a­do para não fica­rem secas por den­tro.
    Suges­tão: Pode deco­rar um pra­to indi­vi­du­al com duas boli­nhas e chan­tilly
Seguir

Paula Lamares

Depois fui amanhecendo, um fiozinho de mim por ali afora, dias adentro de varanda ao colo. Até que comecei a pegar aos poucos na rédea do enfado, a realidade menos pegajosa e morna, devagarinho a vestir-me de mim:... Acendia-se as primeiras luzes na serra. Se me desse na veneta hoje voltaria a escrever. Desde então não paro de nascer.
Seguir
Ple­a­se fol­low and like us:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *